Entre a Vinha enaltece a mulher e o vinho
 

A mulher e o vinho são os dois pontos centrais do mais recente livro de poesia da autoria de Gonçalo Salvado. “Entre a Vinha” foi lançado a nível nacional no Museu do Vinho Bairrada, no passado sábado (dia 25).
Com desenhos do artista plástico Rico Sequeira, o prefácio do livro é escrito por Fernando Paulouro a quem coube a tarefa de apresentar a obra poetica do jovem escritor lisboeta. Na sua opinião, Gonçalo Salvado “é um autor que se destaca pela originalidade de uma obra e pelo rigor à sua poesia”. Membro de uma família de poetas, “é um homem ligado à leitura e muito culto”, que foi publicando livros e completou o curso de Filosofia. Na sua escrita a palavra é sempre trabalhada com “grande paixão”. A poesia funciona como “uma forma natural de respirar”.
No livro “Entre a Vinha” há “metáforas em relação ao vinho e à mulher”, explica Fernando Paulouro. Concluindo que a obra “convida a um regresso à leitura de poesia”.
A Câmara Municipal de Anadia “teve todo o prazer em se associar a esta obra”, conta Rosá Tomás. A vereadora da cultura apontou um “pequeno defeito” a Gonçalo Salvado que se resume ao facto do poeta “não ter nascido em Anadia” mas é certo que é anadiense “por adopção”. Quem escreve da forma que Gonçalo Salvado o faz sobre o mundo dos vinhos “tem de ser bairradino”.
Não tendo dúvidas que “Entre a Vinha” será um “sucesso”, Pedro Dias relembrou que este lançamento se insere nas Jornadas Europeias do Património que se traduzem no desenvolvimento de iniciativas que tragam público aos espaços museológicos. O director do Museu do Vinho acredita que esta foi mais uma forma de colocar a Bairrada em evidência, cumprindo-se assim o objectivo deste espaço cultural.

 

 

Rita de Freitas Gomes

Imprimido por www.cvbairrada.pt: 2018-12-10 ás 10:49:15